Total de taxas pagas pelos Bracarenses ao Município em 2022 (até ao momento)

O Prólogo e a Construção do Liberalismo

O inglês John Locke (1632-1704) é considerado o pai do Liberalismo. Este filósofo viveu num período em que a Inglaterra transitou do regime monárquico absolutista para o parlamentarista, que sobrevive até hoje. 

Naquela altura, o pensamento burguês começou a desafiar o absolutismo e a Revolução Gloriosa acabou de vez com o regime vigente, tendo aberto a porta à participação no Parlamento de pessoas que não pertenciam à nobreza.

John Locke previu tais transformações e desenvolveu uma reflexão sobre o pensamento liberal. Então, defendeu que a existência do indivíduo é anterior à sociedade e ao Estado, afirmando que este vivia num “limbo” pré-social e político, caracterizado pela sua liberdade e igualdade. O fundamento da propriedade, elemento central do seu pensamento, encontrava-se na capacidade do próprio homem transformar a natureza pelo trabalho. Assume que a propriedade é um direito natural, pois o indivíduo é dono do seu corpo e dos frutos do seu trabalho.

As ideias de Locke estão bem actuais, se atendermos que uma das preocupações das constituições dos diversos países é salvaguardar os direitos que aquele defendia.  

Após John Locke, o Liberalismo foi recebendo contributos de diversos pensadores ao longo dos séculos que se seguiram. Sintetizando, podemos dizer que são princípios basilares do Liberalismo: a defesa da propriedade privada; a liberdade económica (mercado livre); a limitação da intervenção do Estado na economia; a defesa e promoção da liberdade individual; a valorização das diversidades e das pluralidades; a defesa da justiça e da igualdade de direitos e a igualdade perante a lei (estado de direito).

E o Liberalismo em Portugal? O nosso país, ao longo de dois séculos, foi vítima da luta entre dois polos autoritários e centralistas, pois, apesar das diferenças entre os conservadores e progressistas, ambos concordavam no uso do poder do Estado como determinante das suas políticas. Chegados aqui, coloca-se naturalmente a questão. Existiu Liberalismo em Portugal?

Mesmo após o 25 de Abril, fruto da altura, vivemos no Socialismo até aos nossos tempos. O Liberalismo, ao longo destes anos, era conhecido por “meia dúzia” de pessoas em Portugal. Quando aderi a esta ideologia, a sua discussão centrava-se na blogosfera, até que surgiu a Iniciativa Liberal!

A teoria que defendia que os liberais deviam mudar os partidos existentes por dentro foi completamente derrotada. Só com a Iniciativa Liberal se conseguiu começar a implantar as ideias liberais em Portugal. A afirmação do Liberalismo, partindo daqueles princípios ideológicos, passou por defender mudanças estruturais na saúde e habitação, menos impostos e redução da acção do Estado. Como prioridade política estabeleceu “Portugal a crescer”, defendendo que tal se faz através de reformas estruturais, que passam pela simplificação e descida de impostos (colocando mais dinheiro no bolso dos portugueses), pelo combate à corrupção e pela privatização de empresas públicas, como a TAP, RTP e Caixa Geral de Depósitos (CGD).

Em termos eleitorais, a IL superou os objectivos de cinco deputados e 4,50% da votação, uma vez que chegou aos 4,98% e conseguiu eleger oito deputados, tendo passado de oitava força política nas legislativas de 2019 para o quarto lugar nestas últimas eleições.

A nível concelhio, a IL ascendeu a terceira força política com 5,86% dos votos, consolidando a afirmação do Liberalismo com respostas para todos os bracarenses.

Assim, nesta nova fase, a luta diária por um Portugal mais liberal continua.

 

*O autor por opção não escreve segundo o novo acordo ortográfico.

Correio do Minho  

09, Fev 2022

Agenda


Pessoas
Livres

Liberdade
Individual

Mercados
Livres

Liberdade
Económica

Sociedades
Livres

Liberdade
Social

Cidadãos
Livres

Liberdade
Política

Vídeos


Intervenção de Rui Rocha

Mensagem de Rui Rocha

Intervenção de Bruno Machado

Apresentação da Candidatura

Legislativas 2022

Caminhada Liberal

Núcleos do Distrito de Braga

Barcelos

Guimarães

Vila Nova de Famalicão

Voluntariado

Inscrição

Faz-te Membro

Inscrição

 

WebSite

Termos de utilização

© 2022 Iniciativa Liberal Braga