Total de taxas pagas pelos Bracarenses ao Município em 2022 (até ao momento)

Ponto de fuga

Quinta-feira, 15

Ministro do Ambiente e Acção Climática, responsável pelo atingimento das metas de descarbonização da economia, apanhado a 200 km/h numa viatura a gasóleo. Por este andar, um dia destes ainda vamos ver o ministro da Administração Interna, responsável pela área da sinistralidade rodoviária, a circular a 230 km/h ou assim.

Sexta-feira, 16

Governo quer Lufthansa no capital da TAP para assegurar sinergias e viabilizar plano de reestruturação. Primeiro, nacionalizam a TAP porque Deus nos livre de não termos companhia de bandeira e é preciso manter postos de trabalho. Depois lançam um despedimento colectivo. E, agora, querem vender a capitalistas alemães a preço de saldo. É isto? De facto, o espectáculo é carote. Mas os pantomineiros são de qualidade.

Sábado, 17

Depois de Ana Paula Vitorino ter tentado forçar alterações no relatório da sua própria audição no Parlamento, Cabrita é acusado de ocultar factos no caso do Sporting. Os serões do simpático casal devem ser animadíssimos. “Então o que fizeste hoje, Dudu?” “Ocultei factos, chuchu. E tu, Aninhas?” “Tentei manipular relatórios, pudinzinho de leite. Ahahahah!” “Eheheheh! Amo-te, torrãozinho!” “Adoro-te, pão de mel!”

Domingo, 18

Medina compra passe de Rui Tavares. O Livre facilita porque Tavares está em fim de contrato. Assim, o partido sempre recebe alguma coisa. Para Medina, também é mais barato do que gastar em ambientador para disfarçar o piquinho a azedo que ficou a pairar depois do caso dos activistas. Medina ganhando, Tavares fica com o pelouro dos Direitos Humanos. Chama-se assim porque vereador do Branqueamento das Responsabilidades Políticas era muito comprido.

Segunda-feira, 19

Tentativa suja de desacreditar Paulo Rangel tem efeito contrário. A divulgação de imagens do eurodeputado num momento em que circulava com certa inclinação política numa rua de Bruxelas acaba por gerar onda de solidariedade nas redes sociais e permite concluir que, mesmo assim, encosta muito menos à esquerda do que Rui Rio.

Terça-feira, 20

PS, BE e PAN chumbam proposta de revogação do artigo 6.º da Carta dos Direitos Digitais. Está aberta a porta à monitorização da opinião política online e à acreditação pelo Governo de estruturas de certificação da informação através de lápis azuis, digo, de selos de qualidade. Sorria, cidadão. O meio-irmão de Ricardo Costa pode estar a observá-lo.

Quarta-feira, 21

Costa comparece no Parlamento para o debate do estado da nação. O primeiro-ministro fala do “Plano de Recupação e Resilênça”. Das “plíticas dabitação”, do “ralojamento”, da “priridade da calificação prefissonal”, das rendas “cessíveis”, dos “cussos” humanos, da “fecência negética”, da “contividade” e da “recupação das pendizagens”. Costa vive num país interessante. É pena nenhum de nós saber onde é.

Agenda


Pessoas
Livres

Liberdade
Individual

Mercados
Livres

Liberdade
Económica

Sociedades
Livres

Liberdade
Social

Cidadãos
Livres

Liberdade
Política

Vídeos


Seguro de Saúde Municipal

Mensagem de Rui Rocha

Intervenção de Bruno Machado

Estado da Saúde

Invasão da Ucrânia

Rui Rocha pede responsabilidades

© 2022 Iniciativa Liberal Braga