Total de taxas pagas pelos Bracarenses ao Município em 2022 (até ao momento)

Vamos fazer um desenho?

Segunda-feira, 11 de abril de 2022, o governo anunciou uma inflação em Portugal de 4%. Graças a Deus, temos a inflação controlada!

Como o governo vai atualizar os salários da função pública com um aumento de 0,9%, em 2022, os portugueses só vão perder 3,1% de poder de compra, o que não é nada mau, tendo em conta que estamos a sair de uma pandemia e a viver uma guerra, com impactos extraordinários nas matérias-primas.

Estes dois epifenómenos, vieram ter e continuam a ter, um impacto relevante na redução da atividade económica.

E se, para além disso, o Governo atualizar os escalões do IRS tendo em conta essa inflação de 4%, nem sequer vai estar a tributar mais os portugueses no que diz respeito a este imposto.

É preciso dar os parabéns a este novo Governo, que está a começar com o pé direito, ao decretar uma inflação de 4%, quando os preços no resto da Europa estão totalmente descontrolados!

Controlar a inflação por decreto? Será possível que isso aconteça pela primeira vez na história da humanidade?

Na zona Euro, nos dois últimos anos (2020 e 2021), a quantidade de dinheiro aumentou 19%. Neste período, o PIB da Zona Euro diminuiu 1,4%, e em Portugal, o PIB diminuiu 4,0%.

A inflação na Zona Euro em 2021 foi de 2,6% e em Portugal foi de 0,9%.

A diferença entre a barra vermelha e a verde, é o valor que está à espera de se refletir em inflação.

 Ou seja, temos um diferencial entre dinheiro, inflação e crescimento da economia que ronda os 18% na Zona Euro e os 22% em Portugal. Estes valores, 18% a 22%, é quanto o PIB tem de crescer para compensar o ritmo de crescimento de dinheiro. É evidente que isso não vai acontecer no prazo de um ano. Nem de dois. Nem de três. Uma alternativa, é o BCE subir as taxas de juro para conseguir ir buscar parte do dinheiro que anda por aí a circular "a mais": por um lado, as pessoas pedem menos crédito; por outro, poupam mais. Mas mesmo assim, os preços vão ter uma margem muito grande para subirem, pois as taxas de juro não podem disparar.

E porque não podem disparar? Exatamente porque isso torna o crédito mais caro, e retrai a economia. Ou seja, exatamente aquilo que não queremos nesta altura. Para além disso, o alto endividamento de algumas pessoas, bem como de alguns estados (nós incluídos), iria fazer subir o custo das dívidas, trazendo ainda mais complicações às economias europeias.

Poderemos pensar que em Portugal não teremos que acompanhar o ritmo de crescimento dos preços da Zona Euro. Pois podemos ficar abaixo da média. Sim. É verdade. Mas também podemos ficar acima da média. O comportamento dos preços em Portugal tem sido o seguinte:

Vamos fazer um desenho? Vamos desenhar esta linha até ao final deste ano?

Dinheiro Vivo, Link

12, Abr 2022

Agenda


Pessoas
Livres

Liberdade
Individual

Mercados
Livres

Liberdade
Económica

Sociedades
Livres

Liberdade
Social

Cidadãos
Livres

Liberdade
Política

Vídeos


Intervenção de Rui Rocha

Mensagem de Rui Rocha

Intervenção de Bruno Machado

Apresentação da Candidatura

Legislativas 2022

Caminhada Liberal

Núcleos do Distrito de Braga

Barcelos

Guimarães

Vila Nova de Famalicão

Voluntariado

Inscrição

Faz-te Membro

Inscrição

 

WebSite

Termos de utilização

© 2022 Iniciativa Liberal Braga